quinta-feira, 9 de novembro de 2017

Retorno Ao Canal do Blog


Oi Oi Lunatic's! Tudo bem?
Na postagem de hoje trouxe para vocês o meu vídeo de retorno ao canal, neste vídeo explico as razões de tanto tempo afastada.
Vamos Conferir, é só apertar o play!


Por hoje é só isso, mantenham-se ligados no blog que virá muitas resenhas, dicas de livros e filmes, vídeos, entre outras coisitas mais... Lembrando que estou sempre a disposição de cada um de vocês, seja para trocas, dicas de vídeos ou postagens, responder a perguntas, parcerias e etc. Caso queiram sugerir perguntas para um próximo vídeo ou algo que vocês gosariam de saber sobre mim, meu bebê, meu casamento, etc; basta enviar email para blogluadeprata@gmail.com

Não esqueçam de deixar seus comentários e de dar um gostei no vídeo e se inscrever no canal do blog =)

Beijos da Lua!!



sexta-feira, 3 de novembro de 2017

Resenha: A Culpa é Das Estrelas - John Green

Oi Oi Lunatik's.
Tudo bem por aqui? Saudade de vocês. Sem muita conversa vamos ao que interessa, faz tempo que não posto resenha por aqui, e resolvi trazer uma leitura que eu fiz faz algum tempo, porém ainda continua sendo uma das leituras do John Green que eu mais gostei, essa resenha foi inicialmente publicada no meu primeiro blog de resenhas, porém continua atual. Deixo então com vocês a resenha do livro A Culpa é Das Estrelas .

* Informações:
- Autor: John Green
- Editora: Intrínseca
- Nome Original: The Fault In Our Stars
- Literatura: Estrangeira/Sick-list
- Páginas: 286
- Folhas: amareladas
- Lido Em: Março de 2014

* Sinopse:
A culpa é das estrelas narra o romance de dois adolescentes que se conhecem (e se apaixonam) em um Grupo de Apoio para Crianças com Câncer: Hazel, uma jovem de dezesseis anos que sobrevive graças a uma droga revolucionária que detém a metástase em seus pulmões, e Augustus Waters, de dezessete, ex-jogador de basquete que perdeu a perna para o osteosarcoma. Como Hazel, Gus é inteligente, tem ótimo senso de humor e gosta de brincar com os clichês do mundo do câncer - a principal arma dos dois para enfrentar a doença que lentamente drena a vida das pessoas.
Inspirador, corajoso, irreverente e brutal, A culpa é das estrelas é a obra mais ambiciosa e emocionante de John Green, sobre a alegria e a tragédia que é viver e amar. 

* Resenha:
  A Culpa é Das Estrelas (ACDE), é um daqueles livros que você nunca sabe como resenhar até que começa a resenhar. Como todos devem saber, todo o enredo do livro se desenrola ao redor do relacionamento entre Hazel Grace e Augustus Water, ela uma menina de 16 anos diagnosticada com câncer na tireoide que está estabilizado por conta de uma droga, ele um adolescente de 18 anos curado do câncer que se conhecem em uma das sessões do grupo de apoio. Partindo desse pressuposto John Green cria uma narrativa leve, gostosa e que trata com muito humor um assunto delicado e difícil de se falar.

  Este foi o primeiro sick-list que li desde que o gênero se popularizou e também o meu primeiro contato com as obras do John Green, e com sinceridade o livro não me ganhou de cara, foi me ganhando aos poucos. Os personagens são muito bem criados e as relações entre cada um deles muito bem construída, a leveza com que o Green conta a história da Hazel envolve e emociona. A história é rápida, o livro é curto, mas nem por isso é superficial, é desenvolvida na medida certa.

  A intrínseca teve todo o cuidado com a diagramação do livro, que expressa delicadeza desde a capa a cada inicio de capitulo. O livro em si traz essa atmosfera de delicadeza, romance e humor e já começa a envolver e mexer com os sentimentos no momento em que você olha a capa. Devo dizer que sou sim apaixonada pela capa do livro, acho lindíssima. 

"Ás vezes as pessoas não tem noção das promessas que estão fazendo no momento em que as fazem"

  ACDE é um livro que deve ser lido e relido quantas vezes se achar necessário, porque além de ter uma história linda tem também uma mensagem importante e que não devemos deixar passar, de que por mais breve que a vida seja ela deve ser aproveitada e enfrentada de frente. Não é o meu livro preferido, mas é um livro bom a sua maneira.
                                     

É isso Lunatik's, a resenha tá curta, simples, mas espero que tenham gostado, lembrem-se de deixar as impressões nos comentários e me contem quem já leu o livro o que achou, e quem não leu ainda o porque de não ter lido e se pretende... Sinto falta das participações.

Beijos da Lua!


segunda-feira, 9 de outubro de 2017

Agradecimentos Ao Nosso Passado.

Stocksnap

  Gostaria de começar esse texto de uma forma poética e romântica, com palavras difíceis e bonitas, mas existem momentos em que não sei ser assim e este é um desses momentos em que prefiro ser curta e grossa e ir direto ao ponto. As vezes demoramos perceber o quanto a vida é generosa com a gente e o quanto Deus é sábio, porém em algum momento esses pequenos detalhes (pequenos porém importantes) são percebidos, e hoje enquanto voltava pra casa cansada e observando um pôr do sol laranja foi a minha vez de perceber esses meus detalhes e devo dizer que sou grata ao passado, não somente ao meu passado, mas também ao passado daquele que hoje é meu presente e futuro. Não, vocês não leram errado, sou realmente grata e faço questão de explicar os meus porquês.

  Ao meu passado fica aqui meus agradecimentos pelo simples fato de ter passado. Hoje com outra mente e outros planos vejo que de fato vocês não eram para serem meu constante presente. Agradeço pelas lágrimas derramadas pois elas me fizeram forte; pelas decepções vividas e que me fizeram amadurecer. Se hoje cheguei até aqui como uma mulher firme nas minhas escolhas, certa das minhas palavras e confiante, isso aconteceu em partes devido as cicatrizes que me foram causadas, as cicatrizes de amores mal vividos, e talvez isso se deva pelo simples fato de que não eram Amor e sim simplesmente amores.

  Ao passado dele também gostaria de agradecer. Agradecer por ter permitido que ele fosse embora, isso fez nossos caminhos se cruzarem. Agradecer por ter magoado e machucado de alguma forma, isso fez dele um menino quase homem e que com pequenas lapidações foi amadurecendo ainda mais. Não sei se algum dia, algum passado dele foi Amor, mas se o foi obrigada por ter permitido que ele o deixasse de ser e viesse ser o Meu Amor. Ao passado distante que fica as lembranças e ao passado que ainda será presente de alguma forma, obrigada por ter deixado um coração quebrado e um menino com cicatrizes para que eu pudesse cuidar.

  Veja bem passado, o meu presente hoje também é meu futuro pois a duras pedras caminhamos, por vezes de mãos dadas e por vezes com as mãos afastadas, para um dos passos mais importantes da nossa vida; o Altar. Não existe dentro de mim dúvidas sobre a minha escolha, afinal Deus sabia exatamente do que eu precisava e o Fez moldado segundo o meu necessitar. Não existe arrependimentos dos caminhos que trilhei e até mesmo consigo aceitar todas as lágrimas que foi necessário derramar para chegar até aqui, afinal era o preço de ser para Ele o que Ele é pra mim, não o complemento, mas a parte em mim que transborda.

  Agradeço de coração aberto a cada um e digo que não existe rancor, pois hoje o meu presente chegou e Ele me acorda todos os dias chamando-me de Amor e amanhã Ela me acordará todos os dias chamando-me de mamãe.


segunda-feira, 18 de setembro de 2017

Unboxing: Mês de Maio

Oi Oi Lunatic's!

Depois de muito tempo sem postar no canal do blog, resolvi criar vergonha e voltar a ativá-lo, e para compensar tanto tempo se vídeos resolvi postar um Unboxing que gravei ainda no mês de maio de um livro que eu queria muito e que comprei da querida Ludmila Moreira, amiga do grupo de facebook Amigos de Páginas.
Sem muita conversa, deixo o vídeo com vocês!



Por hoje é isso o que temos, mas aguardem que haverá mais uma postagem ao longo da semana, ainda não sei ao certo se será texto ou resenha, mas o importante é que haverá. A verdade é que com paciência e dedicação tudo se ajeita.

Beijos com carinho da Luna!!


Você Vai Gostar de Ler:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...