quinta-feira, 11 de maio de 2017

...

Antes de ler, aperte o play!

Teresina, 11 de Maio de 2017

  Cá estou eu, mais uma noite ouvindo músicas doces, vestida na camisa que tu esquecestes na minha gaveta e relembrando todos os nossos momentos... Foram tantos... Tantas brigas, tantos desencontros, tantas discordâncias, tantos sorrisos, tantos abraços, tantos "Eu te amo" em alto e bom som/sussurrados/digitados, tantos "tantos" que seria demais se eu fosse tudo citar. Sabe, eu nunca quis compartilhar minha cama com ninguém, tão pouco minha vida, até você surgir...

  Então Leticia porque me escrever? Não é a Luna que te escreve meu amor, é a Leticia, porque a Luna é somente uma parte de mim, e eu não saberia escrever esta carta se não fosse completa. Eu já te dediquei muitas palavras, muitos textos e declarações, então nem sei se estas letras serão diferentes das tantas outras vezes que te escrevi nas entrelinhas. Você lembra do poema que tomei a liberdade de te dar? Duvido, lembro que pegastes o livro nas mãos folheastes as páginas, leu muito superficialmente, Carlos Drummond de Andrade. Lembra das tantas músicas dedicadas? Nem eu lembro todas, mas nos resumo a Ed Sheeran. De toda forma, meu amor, apenas te escrevo na tentativa de com letras te gravar aos poucos na minha alma, na tentativa vã de afugentar a saudade que invade nas madrugadas onde minha mão tenta alcançar-te ao meu lado e não te encontro... Não porque não estás comigo, porque comigo tu estas o tempo todo no coração, mas pela escolha que fizemos de nos dedicarmos a um propósito maior que nos espera.

  Não é fácil meu amor sentir tua saudade, e não falo de qualquer saudade, porque por mais que estejamos somente a um quarto de distancia a saudade existe, falo dessa saudade de algo que ainda não temos, mas que pretendemos ter, a saudade do casamento. Alguns meses atrás eu disse a mim mesma que não mais sonharia com um casamento ao olhar pra ti, que não tocaria mais no assunto e que tão pouco faria planos; bom eu tentei, continuo tentando na verdade, mas é impossível não te olhar e não sonhar com um casamento, e eu não poderia... Não poderia não sonhar em casar contigo quando você me trata tão bem, sim as vezes você é ignorante e grosso, mas quem não é? Não poderia não sonhar em casar contigo, quando cuidas tão bem de mim, mesmo tantas vezes eu não seguindo o teu conselho e quase sempre pagando um preço alto por isso. Não poderia não sonhar em casar contigo, quando não consigo nem sequer imaginar minha vida sem você, mesmo sabendo que haveria uma vida sem você, mas simplesmente prefiro pensar nesta vida ao seu lado.

  Hoje nós não fazemos aniversário de namoro, não é data especial, nada disso, mas quem disse que existe data especial para escrever a quem amamos? Não há. As palavras queriam ser escritas, e eu queria consolar a minha saudade, juntamos as duas coisas em uma só e deu isso, mais um monte de letras sem sentido. A verdade Carlos Danilo é que não importa quantas palavras eu procure para te escrever, nenhuma será suficiente para dizer o tamanho do meu sentimento por você. E eu sei que você sabe disso, mas mesmo assim continuo tentando, porque sei que você lê todos os meus textos... Obrigada por ser esse namorado/noivo tão especial que você é, mesmo não gostando do meu blog, dos meus livros e dos meus defeitos, aceita e esta é sem dúvidas uma das maneiras mais lindas que você tem de dizer que me ama do jeitinho que sou. I Promise, I will be better! I love you, my everything! (E sim eu sei que você odeia quando eu falo inglês, e já estou sorrindo)...

Eu amo você meu grandão!
Da sua pequena Leticia!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sintam-se em casa, libertem a alma e o coração e deixe aqui a sua opinião ela é necessária e será muito bem recebida.
Beijim da Lua!

Você Vai Gostar de Ler:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...